Escolha uma Página

Você sabia que o café pode trazer ótimos benefícios para a saúde, especificamente para quem treina? Ele auxilia quem está em fase de definição muscular ou querendo perder peso. Sua combinação de antioxidantes e cafeína aumenta a habilidade do corpo em usar a gordura como energia.

 

café-e-treino

 

O café possui mais benefícios?

 

O café possuí quantidades significativas dos antioxidantes ácido cafeico e ácido clorogênico. Estes podem diminuir o risco de uma grande variedade de cânceres e ainda aumentar colesterol bom (HDL).

 

Beber café aumenta a velocidade do metabolismo, assim você queima mais calorias e estimula o corpo a usar as gorduras como fonte de energia, em vez da glicose.

 

A cafeína também pode melhorar a saúde cardiovascular e reduzir o risco de diabetes. Apesar da ingestão de cafeína gerar um aumento da pressão sanguínea, ela não possui efeitos a longo-prazo na grande maioria das pessoas.

 

Tomar antes do treino, independente de ser treino para hipertrofia ou aeróbico, uma quantidade significativa de café tem o poder de aumentar a performance do treino. Os benefícios são: maior explosão, mais motivação e a tendência subconsciente de usar cargas mais pesadas.

 

Mas é preciso ter alguns cuidados no consumo da cafeína. Especialmente quando se leva em conta que ela está presente também em muitas bebidas e alimentos de uso diário, como refrigerantes, chá, cacau, e até em medicamentos para aliviar dores de cabeça e enxaquecas. Ultrapassar essa recomendação diária pode resultar em problemas como insônia,nervosismo e batimentos cardíacos acelerados.
A tolerância aos efeitos estimulantes da cafeína ocorre rapidamente. Dessa forma, a dica é consumi-la com moderação, pois assim se perceberá mais nitidamente os benefícios. Quem também deve ficar de olho no consumo desse estimulante pelas crianças são os pais.
Lembre-se que, mesmo que os pequenos não tomem café ou chá, a substância ainda está presente nos refrigerantes de cola e em outras bebidas. Já os adolescentes devem consumir uma quantidade máxima de 100 mg por dia.